Kiev - Ucrânia

Em Kiev foi a primeira vez que deixei a câmera ficar sem bateria em toda a viagem, por isso menos fotos de uma cidade muito bonita, limpa e até cheirando à flores.
Como me disse a menina do hostel, Kiev é uma versão menor de Moscou, algo como comparar Curitiba com São Paulo. São prédios grandes, imponentes, avenidas muito largas com passagens subterrâneas, algumas com diversas lojas e a até um pequeno shopping subterrâneo em uma das travessias, além das igrejas ortodoxas lindas que são uma das atrações da cidade. Até eu que não sou religioso, embora goste de religião, fiquei uns 15min. encantado com todo "dourado" da parte interna da igreja e acompanhando a missa cantada.. sem entender nada é claro.

Lá foi a primeira vez que me senti totalmente analfabeto, a maioria das coisas está escrito no alfabeto cirílico. Você sai na rua e não entende nada de nada. É uma situação estranha, mas também engraçada.

O mais maluco foi conhecer a cidade e meses depois acompanhar pela tv e internet toda a movimentação e o cenário de guerra que virou a Praça da Independência.

Para fechar, uma historinha para falar que a gente não precisa fotografar tudo (quando não é trabalho!), o mais importante é lembrar de tudo, vi/ver tudo.
Tinha uma estátua bem grande do Lênin que ficava guardada por dois guardas, passei por ela quando já não tinha mais bateria na câmera, mas tenho a imagem dela e dos guardas bem fresca na cabeça, além da imagem dela sendo derrubada tempos depois num dia de protesto contra a aproximação econômica Ucrânia-Rússia.

Quando viajarem tá liberado fotografar menos e aproveitar mais!

IMG_0146_.jpg
IMG_0097_.jpg
IMG_0231_.jpg
IMG_0081_.jpg
IMG_0092_.jpg
IMG_0223_.jpg
IMG_0147_.jpg
IMG_0091_.jpg
IMG_0090_.jpg
IMG_0117_.jpg
IMG_0116_.jpg
IMG_0159_.jpg
IMG_0171_.jpg
IMG_0101_.jpg
IMG_0221_.jpg
IMG_0180_.jpg
IMG_0237_.jpg
IMG_0104_.jpg
IMG_0238_.jpg
IMG_0188_.jpg
IMG_0123_.jpg
IMG_0230_.jpg
IMG_0227_.jpg
IMG_0232_.jpg

Mais algumas fotos aqui.
No próximo post o real motivo para ter dado "um pulo" na Ucrânia . . . Chernobyl!